Dada a sua excelente qualidade e durabilidade, um tapete Oriental provavelmente vai sobreviver a todos os restantes elementos da decoração.

Ao escolher um tapete Oriental está a fazer um investimento numa peça de arte intemporal, por isso gostaríamos de lhe dar a conhecer os aspectos mais importantes que determinam o seu valor.

Origem: não tanto o país mas a “ personalidade “, a inspiração que lhe está por detrás. O mais importante a reter é que a aquisição de um tapete oriental deve ser sempre acompanhada de um Certificado de Origem.

Matéria-prima e produção artesanal: a qualidade das lãs e a sua forma de coloração é absolutamente IMG_0764fundamental na qualidade final do tapete, na sua durabilidade e naturalmente no seu valor. Quanto maior a qualidade da lã, maior é o seu aperto e maior é a densidade de nós por centímetro quadrado.
Por ser feito manualmente, o tamanho do tapete acaba também por influenciar o seu valor – quanto maior, mais tempo demorou a ser acabado – por exemplo, um tapete de 300×200 (cm) leva cerca de 6 meses a ser feito.

Antiguidade: um tapete oriental é um excelente investimento qualquer que seja a sua idade, no entanto, uma peça antiga terá tendência para valorizar com o tempo, principalmente conservando-se em muito bom estado. Coleccionistas e antiquários estão sempre atentos a peças antigas nestas condições.

O tapete Oriental é um bom Investimento? A tendência é os tapetes de maior qualidade não desvalorizarem com o tempo. Aliás, o aumento do preço da mão-de-obra causado pela instabilidade política e militar em certas regiões, contribui para a diminuição da produção de alguns destes tapetes e para o aumento do seu preço. Por isso, as peças de qualidade serão sempre valiosas e podem ser sempre encaradas como um bom investimento. Até porque são intemporais.

A página de loja destina-se à exposição dos tapetes que temos disponíveis para comercialização. Visite-nos na nossa loja, em Lisboa, para adquirir um dos nossos tapetes. Ignorar